Ter21092021

Cristo e a Noiva

 

Analisando o processo de casamento nos tempos de Cristo, termos como Noivo, Noiva, Bodas, Trombetas, Novas Moradas, etc..  ganham novas e mais profundas dimensões.

Ele ocorria em três fases distintas:

- Shidduchin           - Encontro e proposição

- Kiddushin             - Noivado e comprometimento

- Nissuin                 - Casamento de pleno direito

 

E tudo começa com o ketubah.que trata do preço da noiva.

 

Em sua primeira vinda, Jesus ao instituir a igreja, celebrou seu noivado com ela.

E em sua segunda vinda, será celebrado o casamento.

E Aquele que veio uma vez está pronto para voltar. Aleluia!

 

    "Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne. Grande é este ministério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da Igreja." - Efésios 5:31-32

Ketubah - O Preço da Noiva

Quando um jovem encontrava a mulher que ele (ou seu pai) queria, ele deveria preparar um contrato pré-nupcial denominado Ketubah, detalhando os termos da proposição do matrimônio, incluindo o preço que pagaria para recebê-la como noiva e apresentá-lo à moça e seu pai na casa deles.

    “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” - I Coríntios 6:19,20

    “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais” - I Pedro 1:18

    “Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue” - Atos 20:28

    “Vós mesmos me sois testemunhas de que disse: Eu não sou o Cristo, mas sou enviado adiante dele. Aquele que tem a esposa é o esposo; mas o amigo do esposo, que lhe assiste e o ouve, alegra-se muito com a voz do esposo. Assim, pois, já este meu gozo está cumprido. É necessário que ele cresça e que eu diminua” - João 3:28-30

    “E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim” - Lucas 22:19

Kiddushin – O Noivado

O termo Kiddushin é muito mais profundo do que um noivado como entendemos hoje em dia. A palavra "kiddushin" vem da raiz Qof-Dalet-Shin, que significa santificação, santo, sagrado, separado. Reflete a santidade da relação conjugal. No entanto, a palavra raiz também significa algo que é reservado para um propósito específico (sagrado).

Tudo começava com a aceitação da Ketubah (contrato) pelo pai da noiva, neste caso, o jovem serviria uma taça de vinho para sua amada e esperaria para ver se ela beberia, se ela o aceitasse e bebesse do cálice, estaria dizendo que o acordo estava selado, seriam agora betrothed (erusin), ou seja, noivo (chatan) e noiva (kallah). Este cálice representa uma aliança de sangue.

Ainda que o casamento não estivesse consumado de fato, este compromisso assumido tinha um cunho legal, porém não poderia haver nenhum contato entre eles, até mesmo o primeiro beijo somente seria permitido após o casamento. Agora, a noiva e o noivo estariam se preparando para o matrimônio e não se veriam mais até lá.

    “E, tomando o cálice e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos. Porque isto é o meu sangue, o sangue do Novo Testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados. E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide até àquele Dia em que o beba de novo convosco no Reino de meu Pai” - Mateus 26:27-29

A Preparação do Noivo

Antes de partir, o noivo faria um breve discurso e uma declaração:  "Vou preparar um lugar para você", e "Eu voltarei para você quando estiver pronto". A prática usual era que o jovem voltasse para a casa de seu pai e construísse ali uma câmara de núpcias, uma sala para a lua-de-mel. Ele não economizaria em seu trabalho que somente estaria terminado após obter a aprovação do pai.

    "E, quando eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também" - João 14.3

    "Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós"   - João 14.18

    "Aquele que testifica estas coisas diz: certamente, cedo venho" - Apocalipse 22.20

    Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós” – João 14:20

A Preparação da Noiva

Enquanto isso, a noiva se prepararia para ser pura e bela para o noivo. A tradição mandava que ela deveria ter consigo uma lâmpada de óleo, em caso de o noivo chegar estando já escuro. Durante este tempo ela usaria um véu indicando o seu compromisso com ele, pois deveria ser conhecida como separada e comprada por preço.

    “Para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível” – Efésios 5:27

    “Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir” - Mateus 25:13

Sabemos que o óleo é um dos símbolos da presença do Espírito Santo. Se não tivermos o óleo, a presença do Espírito Santo, a lâmpada certamente se apagará, pois o óleo funciona como o combustível para as lâmpadas. 

    “Óleo de oliva para as lâmpadas...” - Êxodo 25:6a

A Chegada do Noivo

Quando a câmara de casamento estivesse pronta, o pai dirá ao noivo que é chegada a hora dele ir buscar sua noiva. Então, quando o noivo se aproximar da casa da noiva, ele tocará o shofar (um trompete feito com um chifre de carneiro), este será o sinal que a noiva estará esperando para a partida.

    “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor” - I Tessalonicenses 4:16-17

    “Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite” - I Tessalonicenses 5:2

Nissuin - O Casamento

A palavra nisuin, נישואין, também tem o significado de “Elevação”, “Ser levantada”, ou então “assumir”.

Os recém-casados finalmente ​​entram então na câmara nupcial para uma lua de mel de sete dias (sete anos para a Noiva de Cristo). 

    “Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou. E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos. E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus” - Apocalipse 19:7-9

A ceia das bodas se inicia quando eles saem da câmara, como um casal, marido e mulher.

Em Cristo,

marcos teixeira

 

 

 

Prateleira

Este é o homem a quem olharei...

0-este-e-o-homem-a-quem-olharei

"Treme da minha palavra...", Isaías 66:1-2

Como isto te parece? O Altíssimo, busca atentamente algo nos homens, algo cujo valor transcende as iguarias dos príncipes desta terra.