Qua26072017

O Princípio das Dores

 Title   oprincipidasdores

Especula-se muito sobre o tempo do Princípio das Dores; A palavra “dores” aqui significa literalmente “dores de parto”. Alguns escatologistas dizem que ele se cumpriu no ano 70 d.C. quando houve a destruição do Templo em Jerusalém e a perseguição da igreja. Outros pregam, que este período se cumpriu na inquisição católica, e outros ainda que será a terceira guerra mundial.

Na época que Jesus falou acerca destas coisas, guerras, terremotos, fome, pestilências, imoralidade, etc. não era assunto novo, mas Jesus estava falando da intensidade e frequência, que à medida em que o dia do fim se aproximasse cresceriam a um nível jamais visto. Estas dores iniciais serão seguidas de dores mais intensas, no clímax do parto.

    “E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos. E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores” - Mateus 24:7-8

    E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu” - Lucas 21:11

O “princípio de dores” é caraterizado por grandes desastres naturais e catástrofes de grandes proporções tais como erupções vulcânicas, terremotos, desabamentos, furacões, etc...  Mas não somente isto, os valores sociais e morais entrarão em decadência assustadora e o amor se esfriará de quase todos.

    “Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão” - Daniel 12:10

Precisamos ser sábios e entender o tempo em que vivemos, como nos diz Daniel em sua visão do homem vestido de linho que estava sobre as águas do rio, ele não disse que os sábios teriam discernimento sobre o exato dia da volta de Jesus, mas que reconheceriam os sinais.

As Catástrofes Climáticas

Recentemente, Ban Ki-moon, o secretário-geral da ONU, ao abrir a semana ministerial da cúpula sobre o clima que visa a estabelecer, um acordo mundial contra o aquecimento global, com representantes de mais de 200 países, alertou que o mundo caminha para uma "catástrofe climática".

Assuntos que muito se tem ouvido em relação às Catástrofes Climáticas são: Mudança climática, o aquecimento global, o efeito estufa, a seca amazônica, os terremotos, os furacões, as enchentes, os tsunamis, o desgelo polar, a queima de combustíveis fósseis, o desmatamento e a queima das florestas tropicais e a destruição da camada de ozônio.

Muitas mudanças climáticas mundiais são decorrentes das ações humanas e não são propriamente de ordem natural. Certamente existem muitas causas vinculadas a eventos naturais, como a erupção de vulcões, aumento ou diminuição da atividade solar e movimento dos continentes.Porém, hoje pode-se comprovar que as atividades humanas são as principais responsáveis pelas mudanças climáticas que já vêm deixando vítimas por todo o planeta.Hoje não resta dúvida.O homem é o principal responsável por este problema.

    “Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora” - Romanos 8:22  

A OMS - Organização Meteorológica Mundial, fez um estudo recente que mostrando que entre 1970 e 2012, ocorreram 8.835 desastres naturais relacionados a mudanças no tempo e no clima. E esses desastres levaram à morte de mais de 2 milhões de pessoas em todo o mundo.

Uma das consequências do incessante aumento dos gases de efeito estufa na atmosfera do planeta, já está alterando ecossistemas e causando cerca de 150 mil mortes por ano, além do aumento do risco de extinção de espécies e de perda da biodiversidade. Todos estes problemas em breve poderão gerar uma profunda crise sócio ambiental e uma disputa por recursos como nunca visto na história da humanidade

As Erupções Vulcânicas

Estima-se que existam atualmente 1.500 vulcões ativos no mundo, 550 em terra e o restante no oceano. O número de erupções no mundo vem aumentando, foram 21 erupções na década de 70, 36 na década de 80 e somente até a metade da década de 90 foram 55. Existem muitos vulcões adormecidos acordando depois de séculos:

1980 St helens nos EUA 

1984 El Chicón no México 

1991 Pinatubo nas Filipinas

Entre 1850 e 1950 os polos magnéticos deslocaram-se em média 3 km por ano, e desde 1950 em virtude de erupções vulcânicas o polo norte magnético se deslocou mais de 300 km com um aumento de 400% de declinação

Os Terremotos e Tsunamis

O planeta Terra é composto de placas tectônicas que estão sempre em movimento, e as falhas geológicas são os locais onde as placas se encontram. Quando elas se chocam umas com as outras, o impacto é chamado de terremoto, ou abalo sísmico. Quando o abalo ocorre em alto mar, as vibrações das placas tectônicas formam os que chamados de tsunamis(palavra japonesa que significaonda gigante).

    “Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores."-Mateus 24:7-8

Entre 2000 e 2015, já aconteceram por volta de 1,5 milhões terremotos, que vão desde abalos sísmicos pequenos a grandes catástrofes.

Somente nos Estados Unidos, tem ocorrido em média 35 terremotos por dia, ou seja, de 12 mil a 14 mil terremotos a cada ano. Aproximadamente 18 grandes terremotos e um terremoto gigante é esperado a cada ano. 

Os Furacões

O furacão é um vento de força extraordinária, ocasionado pelas baixas pressões e ao processo de evaporação no mar que forma um turbilhão e gira em grandes círculos, com a duração de dois a três dias e cujos efeitos são devastadores, que podem produzir calor maior que a taxa total de produção elétrica humana, e podem equivaler a detonação de 10 milhões de toneladas de dinamite durante 20 minutos. 

Utiliza-se a escala Saffir-Simpson para classificar os furacões, baseado no potencial de destruição esperado que vai de 1 a 5. Um exemplo de categoria 5, a mais forte, foi o furacão Katrina, que alagou Nova Orleans e parte do sul dos Estados Unidos recentemente. (Ventos superiores a 249 km/h.)

De acordo com o Instituto de Tecnologia da Geórgia (Georgia Tech) e o Centro Nacional para Pesquisas Atmosféricas (NCAR), o número de furacões das categorias 4 e 5 praticamente dobrou em todo o mundo nos últimos 35 anos, ou seja, os furacões estão cada vez mais fortes e perigosos.

As Inundações

Uma inundação ou enchente geralmente é o resultado de uma grande quantidade de chuva que não foi suficientemente absorvida por rios e outras formas de escoamento, causando transbordamentos.

No século 19 ocorreram 3 grandes inundações – 938 mil mortos.

No século 20 ocorreram mais de 100 grandes inundações – 4 milhões e meio de mortos. 

As inundações urbanas têm sido uma das grandes preocupações para a população mundial. No Brasil as inundações causam perdas de 1 bilhão de dólares por ano, principalmente, devido à ocupação desordenada das margens de rios e impermeabilização do solo de bacias em drenagem urbana.

As Erosões

A perda de árvores, que âncora o solo com as suas raízes, são a maior causa das erosões. Com o aumento dos desmatamentos em todo o mundo, o processo de erosão está ficando fora de controle em alguns lugares, destruindo o solo e as águas.

Ou seja, mais uma vez a intervenção humana tem acelerado o processo de erosão tremendamente. Além do desmatamento, a construção de bairros de favelas em encostas, técnicas agrícolas inadequadas, quando se promovem deflorestações extensivas para dar lugar a áreas plantadas e até mesmo as “selvas de pedra”, que ocupam todo o solo impedindo grandes áreas de terrenos de cumprirem com seu papel de absorvedor de águas.

Os arrastes oriundos das erosões podem encobrir porções de terrenos férteis e sepultá-los com materiais áridos, além de causar a morte da fauna e flora do fundo dos rios e lagos por soterramento afetando também a turbidez nas águas, dificultando a ação da luz solar na realização da fotossíntese, importante para a purificação e oxigenação das águas.

A Poluição

A atmosfera é um dos raros recursos naturais que é compartilhado pelo mundo inteiro. Pelo que os efeitos negativos sobre esta são globalmente sentidos. 

Somente em 1986 mais de 100 mil pessoas morreram no México por cause de doenças respiratórias em virtude de quase 15 mil toneladas de poluentes que a cidade suporta diariamente. 

    “De todo está quebrantada a terra, de todo está rompida a terra, e de todo é movida a terra. De todo cambaleará a terra como o ébrio, e será movida e removida como a choça de noite; e a sua transgressão se agravará sobre ela, e cairá, e nunca mais se levantará” - Isaías 24:19-20 

Tendo em conta que os problemas atmosféricos representam grande perigo para todos os organismos, é seríssima a produção indiscriminada de CFC (Clorofluorcarbono) que está enfraquecendo principalmente na Antártida a camada de ozônio da terra que nos protege das radiações ultravioletas. 

Podemos também mencionar que a poluição do ar é um dos principais responsáveis pelo chamado “efeito estufa” que tem causado inúmeros problemas ambientais e de saúde.

Também é constatado que a poluição do ar tem aumentado doenças como: diabetes, doenças intestinais, pneumonia, arritmias cardíacas, câncer no pulmão e até mesmo a ansiedade.

A principal consequência do consumo elevado dos CFCs - clorofluorcarbono - utilizados como propelentes em sprays (desodorantes/inseticidas) e em aparelhos de ar condicionado, geladeiras, etc. é o aumento do buraco na camada de ozônio da terra.

O ozônio é um gás fundamental à vida no planeta, localiza-se na estratosfera, entre 16 e 36 km de altitude. Ele filtra uma significativa parcela dos raios ultravioleta emitidos pelo Sol, impedindo que cheguem à superfície com muita intensidade, evitando que a terra receba a radiação ultravioleta em excesso. Este buraco tem sido o causador do aumento de câncer de pele, doenças em animais e vegetais, envelhecimento precoce, etc.

A Falta de Água

Uma breve explicação: Sabemos que 97% da água em nosso planeta é salgada, 1,75% da água está congelada em glaciares e 1,24% é água subterrânea, nem sempre apropriada para o consumo. O que resta é água potável, disponível para os seres vivos, mas também para outras atividades como agricultura e indústrias.

Aescassez de água potável, é um fator preocupante para a sociedade atual pois o consumo mundial de água cresceu duas vezes mais rápido do que a população mundial no último século, e os países mais pobres devem sofrer mais com isso, nos próximos anos.

Assustador saber que atualmente 2,6 bilhões de pessoas não têm acesso à saneamento básico, e mais de 1,8 bilhão não têm acesso a uma quantidade mínima de água para o uso humano.

O problema da escassez de água deve afetar 2/3 da população mundial na próxima década, ou seja, duas em cada três pessoas em todo o mundo correm o risco de ficar sem água. Isto forçará a maioria das pessoas sem água a deixar seus lares, provocando novas ondas de imigração.

As Secas

 A seca ou estiagem é um o fenômeno climático causado pela insuficiência de chuva numa determinada região por um período de tempo muito grande.

A diminuição do volume de água no mar do Aral no interior da Ásia é considerada um dos maiores desastres ambientais que produziram uma situação de seca. 

A Falta de Alimentos

A falta de alimento, a má nutrição está ameaçando algumas atividades inerentes à vida, e a falta de água que mencionamos acima irá afetar tremendamente a produção de alimentos, pois o volume de água necessário para produzir comida deve aumentar em 50% na próxima década, devido ao crescimento populacional e à demanda por melhor qualidade de vida dos países ricos.

    “E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu”-Lucas 21:11

Calcula-se que hoje, mais de 815 milhões de pessoas em todo o mundo sejam vítimas crônica ou grave de subnutrição, a maior parte das quais são mulheres e crianças dos países em vias de desenvolvimento. Em 1973 havia 786 milhões de pessoas sofrendo de fome aguda e crônica, sendo a África o continente mais afetado.

Mas este não é um problema meramente casual, os donos das empresas e das terras só produzem aquilo que lhes dá lucro enquanto que o que é necessário para a população, mas que não dá lucro, não é produzido.

Todos os anos, dezenas de milhões de mães gravemente subnutridas dão à luz dezenas de milhões de bebês igualmente ameaçados.

Para quase 1,5 bilhão de pessoas que hoje vive com US$ 1 por dia, o aumento do preço dos alimentos resultado da falta de água deverá ser fatal.

Já temos mais de sete bilhões de habitantes no planeta e estudos indicam que seremos nove bilhões em 2045 e não haverá como alimentar tal número de pessoas.

As Guerras

                “E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares” - Mateus 24:6,7

Não se trata de conflito local, mas é uma referência aos distúrbios mundiais e uma crise na política internacional.

O século 20 presenciou as duas primeiras guerras mundiais da história, que deixaram um total de aproximadamente 70 milhões entre mortos, feridos e desaparecidos.

Na década de 90 havia 40 guerras regionais em todo o mundo. 

Muitas nações possuem tecnologia nuclear e mais da metade possuía armas atômicas. O potencial de armas nucleares hoje é capaz de destruir a terra 50 vezes.

Os Refugiados

O alto-comissário da ONU para refugiados, António Guterres, disse à BBC que o aumento no número de refugiados hoje em dia, é um "desafio dramático" para organizações que prestam ajuda humanitária.

"Os conflitos estão se multiplicando, mais e mais", disse Guterres. "E, ao mesmo tempo, conflitos antigos parecem nunca terminar".

Há uma preocupação especial com os cerca de 6,3 milhões de pessoas que são refugiados há anos - em alguns casos, há décadas.

O número de pessoas forçadas a deixar suas casas devido a guerras ou perseguição superou a marca de 50 milhões em 2013 pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, informou a agência de refugiados da ONU.

O número, de 51,2 milhões, é seis vezes maior que o registrado no ano anterior, e foi inflado pelos conflitos na Síria, no Sudão do Sul e na República Centro-Africana, segundo o relatório da UNHCR.

A Violência Urbana

A violência, embora exista em todos os meios, apresenta-se de forma mais frequente nos meios urbanos. Certamente este é o maior desafio que as autoridades enfrentam, somente em 1980 os homicídios em São Paulo passaram da casa dos 9 mil, existem guerras civis com menos mortes.

A Violência Urbana às vezes mata mais do que uma Guerra convencional. Somente no Brasil, o mapa da violência em 2015 mostra que mais de 42 mil brasileiros foram mortos por armas de fogo. Ademais, o país saiu do patamar de 7,8 mortes em cada 100 mil habitantes, no ano de 1980, chegando até 20,4 em 2010.


Dentre os fatores que motivam a violência urbana estão a pobreza, a segregação étnica, a densidade demográfica, o desemprego, a segregação, uma infraestrutura precária e a exclusão socioeconômica.

Os crimes têm se multiplicado em todas as grandes cidades do mundo, todavia, eles vão migrando para as cidades de médio porte e, já agora, de forma perigosamente crescente e alarmante, as pequenas cidades onde o sistema de segurança pública é mais precário, sofre com este mal que parece estar fora de controle.

Agravando estas constatações, cresce exponencialmente o número de jovens menores de idade, que como como autores ou co-autores, estão envolvidos em crimes de toda sorte.

A Multiplicação da Iniquidade

    “E por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará” - Mateus 24.12

Iniquidade significa o que é contrário à justiça; ou seja, a maldade, a perversidade, etc. Então podemos identificar a maior razão do intenso esfriamento do amor em nossos dias: o multiplicar da iniquidade. Padrões morais antigos sendo colocados em cheque e abandonados, “formadores de opinião” sem a mínima noção do caminho, muitos se tornaram estações repetidoras e o pior, sem entender, ou se importar com a frequencia ou a mensagem do que estão propagando. (Vide redes sociais... impossível não notar).

A corrupção moral do ser humano com as práticas dos pecados mais torpes, são hoje aceitos pela sociedade como coisa natural. O vício do cigarro e a ingestão de bebidas alcoólicas são tidos como “sociáveis” e toda uma geração se afunda na pornografia, violência, profanação, abuso de sexo e drogas. Isso tudo vem desintegrando a organização mais importante à sua própria sobrevivência: a família. Lares dissolvidos, homens e mulheres que se relacionam sem nenhum compromisso; menores abandonados que seguirão rumo desconhecido.... Esta hodierna sociedade se autodestrói. Cada vez mais as pessoas estão se tornando mais individuais, egoístas, mais “humanistas” (o correto seria materialista); mais agnósticas; descrentes...mais ateus.

Cultua-se o físico e abandona-se o espírito. Cultua-se o sexo e todos os prazeres do corpo, mas a alma, quem se importa com ela?

Há uma tragédia, a qual envolve adolescentes, e as clínicas de aborto estão proliferando assustadoramente. Terrorismo e sequestros são assuntos com os quais passamos a conviver cotidianamente. O homossexualismo atinge proporções que deixam Sodoma e Gomorra para trás. O número de homossexuais é tão grande que eles têm representação política para lutar por aquilo que eles chamam de “seus direitos”, mas que a Bíblia chama de PECADO.

    “...os homens também deixaram o uso natural da mulher, e se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homem com homem, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro” - Romanos 1.27

Nos círculos de homossexuais e viciados em drogas (principais grupos de risco), instala-se o pânico por causa da Aids. Mas a humanidade inteira vive como que entorpecida; Ela continuará a beber do cálice estonteante do pecado e da blasfêmia contra Deus. Ao invés de dar ouvidos à clara advertência de Deus, estimulando à volta a uma vida de fidelidade conjugal ou abstinência sexual antes do casamento, as próprias autoridades, através de campanhas oficiais sugerem medidas que supostamente permitem a continuação na imoralidade, como é o caso da “camisinha”. Parece ser um beco sem saída.

O Egoísmo

    "Nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus..." - 2 Timóteo 3:1-4

Quantos lemos: “amantes de si mesmos”, já dá para entender um pouco sobre a origem desta falta de amor. O egoísmo é um amor exagerado aos próprios interesses e a pouca importância nos interesses dos outros (que não me convenham de alguma forma). Simples assim...

Existe um egoísmo muito fácil de ser detectado, que é quando uma pessoa faz de tudo para que a sua vontade prevaleça, e que para ter o que quer não se importa em passar por cima dos outros.

Existe outro tipo de egoísmo que é mais preocupante e mais, muito mais devastador em seus efeitos, que é quando uma pessoa é extremamente preocupada consigo mesma, e em tudo concernente aos seus sentimentos, interesses, ânimo, imagem, etc. Este tipo não acha que prejudica ninguém, que não quer o mal de ninguém, que não se aproveita de ninguém, que não exige nada de ninguém. Fato é que a excessiva preocupação consigo mesma, faz a pessoa perder a percepção do sentimento e interesse alheios, pois os outros sequer aparecem em sua lista de prioridades.

Aquele que somente se interessa pelo que está sentindo, pelo que deseja, pela vantagem que conseguirá obter, pela maneira como é tratado pelos outros, pela sua própria imagem, são emocionalmente doentes e na verdade extremamente infelizes.

Quando alguém vive falando unicamente a respeito de si mesmo, abusa dos outros e interfere de forma indevida no bem-estar alheio. São pessoas desagradáveis, que por seu egoísmo não alcançam satisfação em suas conquistas e ainda afastam amigos, dilacerando relacionamentos.

A Solidão

A solidão tem marcado milhões em todo o mundo, e o grande paradoxo social de hoje é a convivência diária com muita gente e ao mesmo tempo o sentimento da mais profunda solidão. A solidão em meio a multidão é o pior tipo de solidão, onde impera o vazio, a falta de alguém ou de alguma coisa.

A solidão traz uma dor muito grande, que muitas vezes vem junto com um sentimento de inadequação, baixa auto-estima e desespero. Os seres humanos não nasceram para viver sozinhos, Deus nos fez gregários, precisamos da companhia, do olhar do outro, do carinho, da proteção, do afeto, da amizade e do compartilhar.

    “Sou semelhante ao pelicano no deserto; sou como um mocho nas solidões. Vigio, sou como o pardal solitário no telhado” - Salmos 102:6-7

Somente no Brasil, 4 milhões de pessoas moram sozinhas, um aumento de 140% na última década. Isto falando somente dos solitários, portanto, deixando de falar do enorme sentimento de solidão de muitos, o que evidentemente adicionaria alguns outros milhões nesta lista.

Há quem diga que é opção, justificam viver sozinhas em nome da privacidade e liberdade. Mas isto vem mostrar que conviver com as diferenças humanas é um preço alto demais para alguns que tem a solidão por opção.

    Busca satisfazer seu próprio desejo aquele que se isola; ele se insurge contra toda sabedoria” – Provérbios 18:1

O Aborto

Por que elencar o aborto quando se fala do Princípio das Dores? E por que no tópico Esfriamento do Amor? Bem, talvez uma frase que ví num para-choque de caminhão explique:

“O lugar mais perigoso de se viver na américa é no ventre de uma mulher”

Hoje em dia, uma em cada quatro gestações são interrompidas de forma voluntária a cada ano, segundo aponta um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Instituto Guttmacher, ONG dedicada ao avanço de controles contraceptivos. Isto não é estarrecedor?

Segundo os cientistas, o número de abortos no mundo aumentou de 50 milhões por ano entre 1990 e 1994 para 56 milhões entre 2010 e 2014. Estes são números que podem ser contabilizados onde o aborto é permitido, mas qual será o número real?

Somente no Brasil, a cada hora, uma mulher é afastada do trabalho devido ao aborto. E é um problema de saúde pública. Estima-se que 850 mil abortos clandestinos são feitos no Brasil todo ano.

A poucos dias atrás, eu estava esperando atendimento numa sala de dentista, quando me deparei com uma revista cujo título era “Me First”, ou, “Primeiro Eu”, minha curiosidade me fez ler toda a reportagem, que falava essencialmente sobre abortar ou não. E tudo girava em torno do momento, ou seja, se o bebezinho iria atrapalhar alguma coisa em minha vida ou não. Inacreditável onde chegamos, se atrapalhar, eu mato!

O Suicídio

“A vida é um inferno mesmo”, tenho ouvido muito esta frase das bocas de jovens e velhos, são pessoas com decepções profundas na vida, solitárias e sem esperança alguma no amanhã. Para alguns, o “tentar de novo” já não é opção, não pensam em recomeços, e a morte se torna saída e alívio.

    “O espírito do homem susterá a sua enfermidade, mas ao espírito abatido, quem o suportará?“ - Provérbios18:14

De acordo com a OMS, o suicídio causa uma morte a cada 40 segundos, e mata mais jovens que o HIV em todo o mundo. Para muitos especialistas, o suicídio entre os mais jovens tem contornos epidêmicos. Tirar a própria vida já é a segunda principal causa de morte em todo mundo para pessoas entre 15 e 29 anos de idade - ainda que, estatisticamente, pessoas com mais de 70 anos sejam mais propensas a cometer suicídio. Aproximadamente 800 mil pessoas cometem suicídio todos os anos, e para cada caso fatal há pelo menos outras 20 tentativas fracassadas.

"Para a faixa etária de 15 a 29 anos, apenas acidentes de trânsito matam mais. E se você analisar as diferenças de gênero, o suicídio é a causa primária de mortes para mulheres neste grupo" - BBC

O suicídio é a principal cause de morte na França em pessoas ente 15 e 34 anos, 25 mil suicídios a cada ano no Japão. A miséria não se justifica para os casos de suicídio nos EUA, Suíça, Suécia e Bélgica por exemplo.

Mais do que nunca, o evangelho do Reino precise ser anunciado com firmeza, e a palavra de esperança e salvação precisa se fazer ouvir.

    “Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança” - Salmos62:5

    “Ora o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo” -Romanos15:13

O Divórcio

Catástrofe, terra arrazada... muita mágoa, choro e dor, podemos afirmar que os efeitos do divórcio são amargos, tristes e por vezes devastadoras. As relações humanas estão se deteriorando em todos os níveis, possíveis e imaginados, falo isto porque por mais estranho que pareça, alguns dizem que o divórcio os salvou e se sentem leves e livres. Isto certamente se deve ao quadro de horror que vivia dentro do casamento. Seja como for, o esfriamento do amor se faz sentir fortemente por todos os lados.

A “instituição” casamento vem sendo deixada de lado por muitos, e os contratos matrimoniais atualmente se parecem mais um contrato de negócio. A família, projeto de Deus, tem sido atacada em inúmeras frentes com efeitos assustadores para toda a sociedade, para esta e para as próximas gerações 

Nas últimas três décadas, o número de divórcios no Brasil cresceu de 30,8 mil para 341,1 mil. A taxa é de para cada 4 casamentos, 1 termina em divórcio.

Segundoi o IBGE, a elevação sucessiva, ao longo dos anos, do número de divórcios concedidos revela “uma gradual mudança de comportamento da sociedade brasileira, que passou a aceitá-lo com maior naturalidade e a acessar os serviços de Justiça de modo a formalizar as dissoluções dos casamentos”.

Somente no Brasil, 51% conhecem ao menos uma mulher que é ou foi agredida pelo companheiro.

Os Escarnecedores

A palavra escarnecer significa: troçar, zombar, maldizer, fazer piada, ridicularizar ou chacotear. Na prática, escarnecedores são todos aqueles que se unem para falar mal dos outros. Mesmo quem é um simples ouvinte de uma roda onde se fala mal de alguém, este estará escarnecendo na mesma. Eis aí uma roda de escarnecedores.

    "Tendo em conta, que, nos últimos dias virão escarnecedores com os seus escárnios andando segundo as próprias paixões, e dizendo: Onde está a promessa da Sua vinda? Porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação" - II Pedro 3:3-4 

A palavra aqui se volta aos escarnecedores que com seus escárnios debocham da volta de Cristo; vivemos numa sociedade onde o temor a Deus tem descido aos níveis mais baixos possíveis, somente pode ser comparada aos tempos de Noé.

Com o advento da internet e das redes sociais, onde ficou fácil demais ser um “especialista”, “entendedor” ou “sabedor”, a coisa toda tem se multiplicado assustadoramente, o deboche e a zombaria contra a fé tem sido uma constante por todos os lados. E quando alguém se levanta para falar sobre a volta de Jesus, é logo ridicularizado e atacado sem dó, ao ponto de muitas pessoas, acuadas, evitarem falar das coisas de Deus.

Os Espíritos Enganadores

Vemos um crescente número de “doutores”, falsos profetas, que surgem em cada esquina ensinando um novo evangelho de engano e perdição, obtendo grande favorecimento e lucro.

Não vou aqui me deter nos modismos das algumas igrejas atuais, que arrumam “base bíblica” para tudo, é um verdadeiro show de horrores, e tudo em nome de Deus.

Pastores que apascentam a si mesmos.

    “Estes são manchas em vossas festas de amor, banqueteando-se convosco, e apascentando-se a si mesmos sem temor; são nuvens sem água, levadas pelos ventos de uma para outra parte; são como árvores murchas, infrutíferas, duas vezes mortas, desarraigadas” - Judas1:12

    “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” – II Timóteo 4:3-4

    “E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos” - Mateus 24:11

    “E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos, repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita” - II Pedro 2:1-3

    “Para que não sejamos como meninos agitados de um lado para o outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia dos que induzem ao erro” - Efésios 4.14

Apostasia

A palavra “apóstasis” em grego antigo que significa "estar longe de", tem o sentido de afastamento definitivo e deliberado. Pode ter sua manifestação aberta ou em oculto.

                "Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios” - I Timóteo 4.1 

O crescimento da apostasia nos últimos anos tem alcançado proporções estarrecedoras.

    "Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição." - II Tessalonicenses 2:3

Esta passagem do caminho largo e do caminho estreito, talvez seja uma das passagens mais conhecidas das escrituras. O caminho largo conduz para a perdição e o caminho estreito para a salvação, muitas pinturas e musicas foram feitas baseados nesta mensagem através dos tempos.

    “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem. Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis” - Mateus 7:13-20

Sem tirar um “i” do que está claro e evidente a todos nesta passagem, gostaria de trazer a evidência a menção dos falsos profetas neste contexto, aqui chamados de lobos em pele de ovelha. Estes falsos mestres conduzem o rebanho pela porta larga, e aqui me refiro até mesmo a porta de algumas igrejas onde o evangelho foi deturpado e se tornou inclusivo, onde o pecado não é mais confrontado, onde há inúmeros outros atrativos e interesses que não dizem respeito ao evangelho do Reino. (Quem lê entenda).

Observe que as escrituras também afirmam que estes falsos mestres podem ser reconhecidos como tal, e que ninguém será lançado fora, nas trevas exteriores, injustamente, por seguir a porta larga que conduz à perdição, pois pelos frutos os falsos mestres podem ser reconhecidos.

    “De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus” - Romanos 14:12

Então, a apostasia por se estar decepcionado com a “igreja”, (as aspas dizem muito), não é razoável, justa ou verdadeira, e ao aceitar este engano o preço pode ser alto demais.

As Pestes e Epidemias

Endemiaé uma doença infecciosa que ocorre em um dado território, e que permanece provocando novos casos frequentemente. Jáepidemiaé o grande número de casos de uma doença num curto espaço de tempo. O termo epidemia não se refere apenas a doenças infecto-contagiosas, mas a qualquer doença que apresente muitos casos em uma população.

Doenças como aVaríola, a Malária, a Tuberculose, oTifo, a Poliomielite, a Febre Amarela, a AIDS, o Ebola, a SARS e o H5N1 (Gripe Aviária), assolaram a população mundial em diferentes épocas. Com o passar do tempo, os vírus têm evoluído drásticamente se tornado cada vez mais fortes e perigosos.

Nas últimas décadas, tem aparecido tantas doenças desconhecidas e com o poder de propagação sem igual, e a nível global. Surgem em uma determinada região e logo se alastram, sem freios e sem limites, causando pânico em toda a população mundial.

Cinco doenças com potencial para se tornarem epidemias em 2016 estão sendo destacadas pela organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF), na ocasião da reunião do Conselho Executivo da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra, na Suíça. A Cólera, Malária, Sarampo, Meningite e as propagadas por vírus e parasitas, como a Dengue, o Zica, o Ebola, o Calazar e a Chikungunya.

O Avanço da Ciência

A Ciência é o conhecimento ou um sistema de conhecimentos que abarca verdades gerais ou a operação de leis gerais especialmente obtidas e testadas através do método científico. O conhecimento científico depende muito da lógica, ou seja, é uma investigação puramente racional. A palavra “ciência”, geralmente abrange qualquer campo sistemático de estudo ou o conhecimento obtido desse.

Não é preciso mencionar muito sobre este tema, está claro que vivemos na era cibernética e os avanços são tão rápidos que podemos dizer que nunca estamos realmente atualizados sobre os mesmos.

    "E tu Daniel, encerra as palavras e sela o livro, até ao tempo do fim; muitos o esquadrinharão e o saber se multiplicará" - Daniel 12:4 

    Os carros correrão furiosamente nas ruas, colidirão um contra o outro nos largos caminhos; o seu aspecto será como o de tochas, correrão como relâmpagos” – Naum 2:4

Hoje estamos presenciando uma verdadeira epidemia de invenções humanas. A humanidade tem feito, neste último século, mais progresso em ciência, invenções, medicina, transporte, comunicação, e em quase todas as outras áreas de conhecimento, do que em todos os demais séculos juntos! Infelizmente o avanço da ciência nem sempre respeita a dignidade do ser humano e nem sempre é benéfica ao homem. 


"Amém, vem Senhor Jesus" - Apocalipse 22:20 

Em Cristo,

marcos-teixeira

 volte-ao-topo2

Fontes:

Volcano World: http://volcano.und.nodak.edu/

Wikipédia, a enciclopédia livre: http://pt.wikipedia.org/

National Hurricane Center: http://www.nhc.noaa.gov/

Folha de São Paulo: http://www1.folha.uol.com.br

Dicovery Channel: http://www.discoverybrasil.com

BBC Brasil: http://www.bbc.co.uk/portuguese

Instituto Patricia Galvão: http://www.patriciagalvao.org.br/

 

 

Prateleira

Este é o homem a quem olharei...

0-este-e-o-homem-a-quem-olharei

"Treme da minha palavra...", Isaías 66:1-2

Como isto te parece? O Altíssimo, busca atentamente algo nos homens, algo cujo valor transcende as iguarias dos príncipes desta terra.