Seg20022017

Back Início Israel Israel ישראל O Povo Hebreu Povos que Habitavam a Terra Prometida

Povos que Habitavam a Terra Prometida

habitantes-terra-prometidaIsrael entra em Canaã e ocupa, parcialmente, as terras dos antigos moradores. Deus lhes havia dado os povos, mas eles tinham que fazer a sua parte, sendo radicais nas ações recomendadas: 

“E o Senhor teu Deus as tiver dado diante de ti, para as ferir, totalmente as destruirás; não farás com elas aliança, nem terás piedade delas; Nem te aparentarás com elas; não darás tuas filhas a seus filhos, e não tomarás suas filhas para teus filhos; Pois fariam desviar teus filhos de mim, para que servissem a outros deuses; e a ira do Senhor se acenderia contra vós, e depressa vos consumiria. Porém assim lhes fareis: Derrubareis os seus altares, quebrareis as suas estátuas; e cortareis os seus bosques, e queimareis a fogo as suas imagens de escultura.” -  Deuteronômio 7:2-5 

Israel não obedeceu completamente ao Senhor, e tiveram que conviver com povos vizinhos, talvez mais perigosos do que os que dantes ali habitavam. Eles eram ricos, fortes, estruturados, bem armados e com motivação própria contra Israel (o povo de Deus), que sempre lhe atacavam. 

Alguns dos vizinhos antidos dos israelitas vieram de fora, como os filisteus e heteus. Outros podem traçar suas origens nos nomes bíblicos de Gênesis, como Esaú, Ló, e Midiã. 

Os moabitas eram descendentes do filho mais velho de uma das filhas de Ló e os amonitas eram descendentes do mais filho mais novo de uma das filhas de Ló. Os edomitas eram descendentes de Esaú.

  

3-filisteus

Os filisteus vieram de Casluim, o qual teria sido um dos filhos de Mizraim, patriarca dos egípcios. 

“A Patrusim e a Casluim (donde saíram os filisteus) e a Caftorim.” - Gênesis 10:14 

O nome Filisteu deriva de Phelisthi, que no plural se escreve pelishtim, vindo daí Palestina. Situavam-se na costa marítima do Mediterrâneo e sua origem vem de Caftor (Creta ou Chipre). 

“Não me sois, vós, ó filhos de Israel, como os filhos dos etíopes? diz o Senhor: Não fiz eu subir a Israel da terra do Egito, e aos filisteus de Caftor, e aos sírios de Quir?” - Amós 9:7 

“Por causa do dia que vem, para destruir a todos os filisteus, para cortar de Tiro e de Sidom todo o restante que os socorra; porque o Senhor destruirá os filisteus, o remanescente da ilha de Caftor.” – Jeremias 47:4 

A história mostra que os filisteus e outros grupos invadiram a Palestina na época de Ramsés III (1195-1164 a.C.) do Egito. Os egípcios os derrotaram em várias batalhas, mas alguns dos filisteus sobreviveram na Síria e, eventualmente, eles chegaram Sudeste Palestina na área geral onde Gaza é hoje. Esta área era conhecida como Filístia que foi derivado da língua egípcia. 

Os filisteus eram um povo guerreiro. Os filisteus conheciam muito bem os segredos da fundição, (aprenderam com os hititas) portanto, o ferro veio a ser muito usado militarmente. Na verdade, em 1200 a.C. os filisteus detinham o monopólio na produção de ferro, o que lhes concedia uma grande vantagem sobre Israel naquela época. 

“E em toda a terra de Israel nem um ferreiro se achava, porque os filisteus tinham dito: Para que os hebreus não façam espada nem lança. Por isso todo o Israel tinha que descer aos filisteus para amolar cada um à sua relha, e a sua enxada, e o seu machado, e o seu sacho. Tinham porém limas para os seus sachos, e para as suas enxadas, e para as forquilhas de três dentes, e para os machados, e para consertar as aguilhadas. E sucedeu que, no dia da peleja, não se achou nem espada nem lança na mão de todo o povo que estava com Saul e com Jônatas; porém acharam-se com Saul e com Jônatas seu filho.” - I Samuel 13:19-22

 A organização política filisteus consistia de uma liga de cinco grandes cidades: Gaza, Ascalom, Asdode e Gate e Ecrom. 

Os filisteus estavam entre aquelas nações que ficaram para provar Israel: 

Estas, pois, são as nações que o SENHOR deixou ficar, para por elas provar a Israel, a saber, a todos os que não sabiam de todas as guerras de Canaã. Tão-somente para que as gerações dos filhos de Israel delas soubessem (para lhes ensinar a guerra), pelo menos os que dantes não sabiam delas. Cinco príncipes dos filisteus, e todos os cananeus, e sidônios, e heveus que habitavam nas montanhas do Líbano desde o monte de Baal-Hermom, até à entrada de Hamate.” – Juízes 3:1-3 

No livro de Juízes lemos que Sangar matou seiscentos filisteus com uma aguilhada de bois. No entanto, avançaram e a tribo de Dã teve que se mudar para o Nordeste por causa deste avanço filisteu. 

“Depois dele foi Sangar, filho de Anate, que feriu a seiscentos homens dos filisteus com uma aguilhada de bois; e também ele libertou a Israel.” - Juízes 3:31 

Um pouco antes de Sansão, Israel foi dominada pelos filisteus por quarenta anos. 

E os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau aos olhos do SENHOR, e o SENHOR os entregou na mão dos filisteus por quarenta anos.” – Juízes 13:1 

Sansão produziu grandes vitórias contra os filisteus, mas, eventualmente, ele encontrou a morte no templo filisteu de Dagon. 

Cerca de 1050 a.C. na batalha de Ebenezer, os filisteus novamente invadiram Israel destruindo Shiloh e carregando a Arca da Aliança. A arca da aliança, no entanto, causou um grande sofrimento para os filisteus, que voltou-lo depois de sete meses. 

“Enviou, pois, o povo a Siló, e trouxeram de lá a arca da aliança do Senhor dos Exércitos, que habita entre os querubins; e os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, estavam ali com a arca da aliança de Deus.” - I Samuel 04:04 

“Vendo então os homens de Asdode que assim foi, disseram: Não fique conosco a arca do Deus de Israel; pois a sua mão é dura sobre nós, e sobre Dagom, nosso deus. Por isso enviaram mensageiros e congregaram a si todos os príncipes dos filisteus, e disseram: Que faremos nós da arca do Deus de Israel? E responderam: a arca do Deus de Israel será levada até Gate. Assim levaram para lá a arca do Deus de Israel.” - I Samuel 5:7-8 

Os filisteus eram muito idolatras, celebravam suas vitórias na "casa dos seus ídolos". E até mesmo levavam alguns de seus ídolos para as batalhas. 

“Então foi Davi a Baal-Perazim; e feriu-os ali Davi, e disse: Rompeu o Senhor a meus inimigos diante de mim, como quem rompe águas. Por isso chamou o nome daquele lugar Baal-Perazim. E deixaram ali os seus ídolos; e Davi e os seus homens os tomaram.” - II Samuel 5:20-21 

Dagom foi um dos seus deuses mais conhecidos, também adoravam um deus chamado Astaroth. Em Ecrom havia um santuário construído para Baalzebub, o "senhor da habitação". Seu nome em grego tornou-se Belzebu, o "príncipe dos demônios". 

“E caiu Acazias pelas grades de um quarto alto, que tinha em Samaria, e adoeceu; e enviou mensageiros, e disse-lhes: Ide, e perguntai a Baal-Zebube, deus de Ecrom, se sararei desta doença. Mas o anjo do Senhor disse a Elias, o tisbita: Levanta-te, sobe para te encontrares com os mensageiros do rei de Samaria, e dize-lhes: Porventura não há Deus em Israel, para irdes consultar a Baal-Zebube, deus de Ecrom?” - II Reis 1:2-3 

A imagem de Dagom caiu diante da arca em Asdode e em Gaza Sansão destruiu seu templo. 

“Então os príncipes dos filisteus se ajuntaram para oferecer um grande sacrifício ao seu deus Dagom, e para se alegrarem, e diziam: Nosso deus nos entregou nas mãos a Sansão, nosso inimigo. Semelhantemente, vendo-o o povo, louvava ao seu deus; porque dizia: Nosso deus nos entregou nas mãos o nosso inimigo, e ao que destruía a nossa terra, e ao que multiplicava os nossos mortos.” - Juízes 16:23-24 

“E, levantando-se de madrugada, no dia seguinte, pela manhã, eis que Dagom jazia caído com o rosto em terra diante da arca do Senhor; e a cabeça de Dagom e ambas as palmas das suas mãos estavam cortadas sobre o limiar; somente o tronco ficou a Dagom.” - I Samuel 5:4 

Em uma grande batalha os filisteus derrotaram os israelitas, mataram os filhos do rei Saul e como Saul já havia se suicidado, acharam seu corpo cortaram sua cabeça e mandaram ela e também as armas do rei através de mensageiros para o território filisteu a fim de darem as boas notícias ao seu povo para celebrarem a vitória. Os filisteus conquistaram o vale de Jezreel e ocuparam as cidades do vale. 

“E os filisteus pelejaram com Israel; e os homens de Israel fugiram de diante dos filisteus, e caíram mortos nas montanhas de Gilboa.” - I Crônicas 10:1 

O combate entre Davi e Golias (o filisteu), é, talvez uma das histórias bíblicas mais conhecidas. 

“E os filisteus ajuntaram as suas forças para a guerra e congregaram-se em Socó, que está em Judá, e acamparam-se entre Socó e Azeca, no termo de Damim.
Porém Saul e os homens de Israel se ajuntaram e acamparam no vale do carvalho, e ordenaram a batalha contra os filisteus.” - I Samuel 17:1-2 

“E Davi pôs a mão no alforje, e tomou dali uma pedra e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa, e a pedra se lhe encravou na testa, e caiu sobre o seu rosto em terra.

 Assim Davi prevaleceu contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e feriu o filisteu, e o matou; sem que Davi tivesse uma espada na mão.
Por isso correu Davi, e pôs-se em pé sobre o filisteu, e tomou a sua espada, e tirou-a da bainha, e o matou, e lhe cortou com ela a cabeça; vendo então os filisteus, que o seu herói era morto, fugiram.” - I Samuel 17:49-51 

“Voltando, pois, Davi de ferir o filisteu, Abner o tomou consigo, e o trouxe à presença de Saul, trazendo ele na mão a cabeça do filisteu.” - I Samuel 17:57

 

 3-edomitas

Os descendentes de Esaú são os Edomitas também chamados de Idumeus. Sabemos que Esaú foi chamado Edom, quando vendeu a sua primogenitura a Jacó. 

“E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom.” - Gênesis 25:30 

Esaú casou-se com duas moças hetéias e mais tarde casou-se com outra, ismaelita. Seus descendentes se estabeleceram-se no sul da Palestina após expulsarem os horeus, habitantes originais de Seir. Edom foi muitas vezes chamado de "a terra na montanha de Seir" ou “moradores do monte Seir”. 

“Outrora os horeus também habitaram em Seir; porém os filhos de Esaú os lançaram fora, e os destruíram de diante de si, e habitaram no seu lugar, assim como Israel fez à terra da sua herança, que o Senhor lhes tinha dado.” - Deuteronômio 2:12 

A bíblia nomeia os príncipes de Edom: 

“E estes são os nomes dos príncipes de Esaú, segundo as suas gerações, segundo os seus lugares, com os seus nomes: o príncipe Timna, o príncipe Alva, o príncipe Jetete, o príncipe Aolibama, o príncipe Ela, o príncipe Pinom, o príncipe Quenaz, o príncipe Temã, o príncipe Mibzar, o príncipe Magdiel, o príncipe Irã: estes são os príncipes de Edom, segundo as suas habitações, na terra da sua possessão. Este é Esaú, pai de Edom.” - Gênesis 36:40-43 

O ódio que Esaú nutria contra seu irmão Jacó (Israel) contaminou o povo que odiava os israelitas. Quando Israel estava no deserto a caminho de Canaã, os edomitas não permitiram que os israelitas passassem por suas terras. 

“Porém Edom lhe disse: Não passarás por mim, para que eu não saia com a espada ao teu encontro. Então os filhos de Israel lhe disseram: Subiremos pelo caminho aplanado, e se eu e o meu gado bebermos das tuas águas, darei o preço delas; não desejo alguma outra coisa, senão passar a pé. Porém ele disse: Não passarás. E saiu-lhe Edom ao encontro com muita gente, e com mão forte. Assim recusou Edom deixar passar a Israel pelo seu termo; por isso Israel se desviou dele.” - Números 20:18-21 

David derrotou o exército edomita no "Vale do Sal". Joabe, general de Davi, destruiu toda a população masculina de Edom. 

“Porque sucedeu que, estando Davi em Edom, e subindo Joabe, o capitão do exército, a enterrar os mortos, feriu a todo o homem em Edom (Porque Joabe ficou ali seis meses com todo o Israel, até que destruiu a todo o homem em Edom).” - I Reis 11:15-16 

Hadad um membro da família real de Edom, escapou com alguns de seus seguidores para o Egito. Lá ele foi gentilmente recebido pelo Faraó. Após a morte de David, voltou e tentou animar seus compatriotas a se rebelarem contra Israel. Ele falhou em sua tentativa e então foi para a Síria, onde se tornou um dos maiores inimigos de Salomão. 

“Hadade, porém, fugiu, ele e alguns homens edomeus, dos servos de seu pai, com ele, para ir ao Egito; era, porém, Hadade muito jovem. E levantaram-se de Midiã, e foram a Parã, e tomaram consigo homens de Parã, e foram ao Egito ter com Faraó, rei do Egito, o qual lhe deu uma casa, e lhe prometeu sustento, e lhe deu uma terra. E achou Hadade grande graça diante de Faraó, de maneira que lhe deu por mulher a irmã de sua mulher, a irmã de Tafnes, a rainha. E a irmã de Tafnes deu-lhe um filho, Genubate, o qual Tafnes criou na casa de Faraó; e Genubate estava na casa de Faraó, entre os filhos de Faraó. Ouvindo, pois, Hadade, no Egito, que Davi adormecera com seus pais, e que Joabe, capitão do exército, era morto, disse Hadade a Faraó: Despede-me, para que vá à minha terra.” - I Reis 11:17-21 

Os edomitas eram idólatras

“E sucedeu que, depois que Amazias veio da matança dos edomitas e trouxe consigo os deuses dos filhos de Seir, tomou-os por seus deuses, e prostrou-se diante deles, e queimou-lhes incenso. Então a ira do Senhor se acendeu contra Amazias, e mandou-lhe um profeta que lhe disse: Por que buscaste deuses deste povo, os quais não livraram o seu próprio povo da tua mão?” - II Crônicas 25:14-15 

Quando Nabucodonosor sitiou Jerusalém, os edomitas se juntaram a ele e tomaram parte ativa no saque da cidade e do massacre dos judeus. Foi por causa desta crueldade que os edomitas foram denunciados pelos profetas. 

“Quem é este, que vem de Edom, de Bozra, com vestes tintas; este que é glorioso em sua vestidura, que marcha com a sua grande força? Eu, que falo em justiça, poderoso para salvar. Por que está vermelha a tua vestidura, e as tuas roupas como as daquele que pisa no lagar? Eu sozinho pisei no lagar, e dos povos ninguém houve comigo; e os pisei na minha ira, e os esmaguei no meu furor; e o seu sangue salpicou as minhas vestes, e manchei toda a minha vestidura. Porque o dia da vingança estava no meu coração; e o ano dos meus remidos é chegado.” - Isaías 63:1-4 

Na conquista de Judá, os edomitas, provavelmente em recompensa por seus serviços durante a guerra, foram autorizados a estabelecer-se no sul da Palestina. Durante o governo dos Macabeus foram novamente e completamente subjugados e foram mesmo obrigados a se conformarem às leis e ritos judaicos. 

Os edomitas foram então incorporados à nação judaica. Os gregos e romanos muitas vezes chamaram a província onde os edomitas habitavam como Iduméia. Imediatamente antes do cerco de Jerusalém por Titas o romano, vinte mil Idumerianos entraram em Jerusalém matando e roubando seus habitantes. A partir deste momento por um período de 400 anos não se ouve mais falar dos edomitas. Eles foram, então, atacados e derrotados por Saul. 

“Então tomou Saul o reino sobre Israel; e pelejou contra todos os seus inimigos em redor; contra Moabe, e contra os filhos de Amom, e contra Edom, e contra os reis de Zobá, e contra os filisteus, e para onde quer que se tornava executava castigo.” - I Samuel 14:47 

O livro de (Obadias 1:1-18), diz que ninguém mais restará da casa de Esaú, porque o Senhor falou.

 

3-jebuseus

Os jebuseus eram dos povos cananeus que foram despojados por Israel. Os jebuseus eram montanhistas, que vivem na "região montanhosa". 

“Não puderam, porém, os filhos de Judá expulsar os jebuseus que habitavam em Jerusalém; assim habitaram os jebuseus com os filhos de Judá em Jerusalém, até ao dia de hoje.” - Josué 15:63 

Os jebuseus eram os habitantes de Jerusalém. Sua cidade de Jerusalém foi chamada Jebus. 

“E partiu Davi e todo o Israel para Jerusalém, que é Jebus; porque ali estavam os jebuseus, habitantes da terra.” - I Crônicas 11:4 

“E este termo sobe pelo vale do filho de Hinom, do lado sul dos jebuseus (esta é Jerusalém) e sobe este termo até ao cume do monte que está diante do vale de Hinom para o ocidente, que está no fim do vale dos refains do lado do norte.” - Josué 15:8 

Os jebuseus eram um povo guerreiro. Eles não foram destruídos e ainda mantiveram a sua cidade real de Jerusalém até o tempo de Davi. 

“Porém os filhos de Benjamim não expulsaram os jebuseus que habitavam em Jerusalém; antes os jebuseus ficaram habitando com os filhos de Benjamim em Jerusalém, até ao dia de hoje.” – Juízes 1:21 

Este povo habitava em Jerusalém. Resistiram aos ataques de Josué e de seus exércitos. 

“Fizeram, pois, assim, e trouxeram-lhe aqueles cinco reis para fora da cova: o rei de Jerusalém, o rei de Hebrom, o rei de Jarmute, o rei de Laquis e o rei de Eglom. E sucedeu que, trazendo aqueles reis a Josué, este chamou todos os homens de Israel, e disse aos capitães dos homens de guerra, que foram com ele: Chegai, ponde os vossos pés sobre os pescoços destes reis. E chegaram, e puseram os seus pés sobre os pescoços deles.” - Josué 10:23-24 

Somente mais tarde, em 993 a.C., quando Jerusalém foi proclamada capital do reino de Israel (2 Samuel 5.6-9) é que os jebuseus foram expulsos de seu lugar. 

No entanto, não foram exterminados pois a área em que Salomão mais tarde edificou o templo, foi comprada por Davi de um jebuseu chamado Araúna (2 Samuel 24.18-25).

 

3-heveus

Os heveus são mencionados várias vezes na Bíblia, mas não sabemos muito sobre eles. Eles foram uma das sete nações de Canaã que foram destruídos pelos israelitas. 

“Quando o SENHOR teu Deus te houver introduzido na terra, à qual vais para a possuir, e tiver lançado fora muitas nações de diante de ti, os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus, sete nações mais numerosas e mais poderosas do que tu;” - Deuteronômio 7:1 

A maioria das referências indicam os heveus habitaram na região Norte. Josué menciona que eles habitaram na terra de Mizpá. 

“Ao cananeu do oriente e do ocidente; e ao amorreu, e ao heteu, e ao perizeu, e ao jebuseu nas montanhas; e ao heveu ao pé de Hermom, na terra de Mizpá.” - Josué 11:3 

Há vários indícios de que os heveus não eram um povo guerreiro. Eles usaram a diplomacia ao invés da guerra. A forma de o governo heveu não é descrita.

 

3-heteus

Os heteus são muitas vezes mencionado no Antigo Testamento. No entanto, mais uma vez não temos uma visão clara das escrituras a respeito deles. Eles são mencionados 47 vezes como hititas e 14 vezes como descendentes de Hete. 

Nos dias de Abraão, um grupo de heteus foram localizados no bairro de Hebron onde Abraão tinha comprado um local para sepultamento. Esaú casou-se com esposas hititas. 

“Ora, sendo Esaú da idade de quarenta anos, tomou por mulher a Judite, filha de Beeri, heteu, e a Basemate, filha de Elom, heteu.” - Gênesis 26:34 

Os espiões enviados por Moisés encontraram os heteus localizados na região montanhosa. 

“Os amalequitas habitam na terra do sul; e os heteus, e os jebuseus, e os amorreus habitam na montanha; e os cananeus habitam junto do mar, e pela margem do Jordão.” - Números 13:29 

Os heteus estavam entre os moradores de Canaã na época da conquista e ofereceu oposição a Israel. 

“E sucedeu que, ouvindo isto todos os reis, que estavam aquém do Jordão, nas montanhas, e nas campinas, em toda a costa do grande mar, em frente do Líbano, os heteus, e os amorreus, os cananeus, os perizeus, os heveus, e os jebuseus, Se ajuntaram eles de comum acordo, para pelejar contra Josué e contra Israel.” - Josué 9:1-2 

Os heteus não foram expulsos por Israel, mas conviviam juntos e, em alguns casos, se casaram. Eles aparecem de várias formas em momentos posteriores. Os heteus eram contados entre os seguidores de Davi. 

“E dirigindo-se Davi a Aimeleque, o heteu, e a Abisai, filho de Zeruia, irmão de Joabe, disse: Quem descerá comigo a Saul ao arraial? E respondeu Abisai: Eu descerei contigo.” - I Samuel 26:6 

Além disso, sabemos que o marido de Baathsheba é Urias, o heteu. Salomão tinha mulheres hetéias em seu harém. 

“E o rei Salomão amou muitas mulheres estrangeiras, além da filha de Faraó: moabitas, amonitas, edomitas, sidônias e hetéias” -  I Reis 11:1 

Os heteus, entre outros, foram usados ​​para trabalho forçado. 

“A seus filhos, que restaram depois deles na terra, os quais os filhos de Israel não puderam destruir totalmente, Salomão os reduziu a tributo servil, até hoje. Porém dos filhos de Israel não fez Salomão servo algum; porém eram homens de guerra, e seus criados, e seus príncipes, e seus capitães, e chefes dos seus carros e dos seus cavaleiros.” - I Reis 9:21-22 

Alguns eram céticos sobre a existência dos heteus, até a existência de seu reino foi descoberto por arqueólogos. Sabe-se agora que o centro do poder heteu estava na Ásia Menor ou o que hoje conhecemos como a Turquia. Foram um poderoso império, porém esquecidos. Existem dois principais períodos de poder heteu: 

O primeiro foi de 1800-1600 a.C. Por volta de 1750 a.C. eles destruíram a capital da Babilônia e o grande Hamurabi. 

O segundo foi de 1380-1200 a.C. Por volta de 1200 a.C. o império heteu chegou ao fim. 

Várias cidades-estados hetéias continuaram a existir e muitas delas aparentemente no sul na Palestina. 

Muitos estudiosos consideram que os heteus foram a terceira nação mais influente entre os povos antigos do Oriente Médio, rivalizando com os egípcios e os mesopotâmios. 

Os heteus habitaram num dos centros makis importantes do cristianismo primitivo, como Tarso, Icônio, Listra, etc.  A famosa deusa de Éfeso de Dianna pode ter sido uma hetéia chamada Artemis.

 

3-moabitas

Os moabitas eram descendentes da mais velha duas filhas sobreviventes de Ló, assim como os amonitas eram descendentes da mais nova. Ambos começaram perto da vizinhança de Zoar. Até que os amonitas, partiram para o nordeste. 

“Então o Senhor me disse: Não molestes aos de Moabe, e não contendas com eles em peleja, porque não te darei herança da sua terra; porquanto tenho dado a Ar por herança aos filhos de Ló. (Os emins dantes habitaram nela; um povo grande e numeroso, e alto como os gigantes. Também estes foram considerados gigantes como os anaquins; e os moabitas os chamavam emins.” - Deuteronômio 2:9-11 

Quando eles estavam vindo do Egito, os israelitas se aproximaram Moabe através do deserto não tiveram permissão para atravessar o território de Moabe. Assim Israel foi em torno de suas fronteiras. Por causa da recusa de Moabe, eles não foram autorizados a entrar na congregação do Senhor. 

“Nenhum amonita nem moabita entrará na congregação do Senhor; nem ainda a sua décima geração entrará na congregação do Senhor eternamente. Porquanto não saíram com pão e água, a receber-vos no caminho, quando saíeis do Egito; e porquanto alugaram contra ti a Balaão, filho de Beor, de Petor, de mesopotâmia, para te amaldiçoar.” - Deuteronômio 23:3-4 

“Agora, pois, és tu ainda melhor do que Balaque, filho de Zipor, rei dos moabitas? Porventura contendeu ele em algum tempo com Israel, ou pelejou alguma vez contra ele? Enquanto Israel habitou trezentos anos em Hesbom e nas suas vilas, e em Aroer e nas suas vilas, em todas as cidades que estão ao longo de Arnom, por que o não recuperastes naquele tempo?” - Juízes 11:25-26 

Os moabitas habitavam no deserto arábico, perto do mar morto, mas possuíam campinas, planícies e pastagens. Pacíficos, enquanto vizinhos, eles não lutaram com Israel por 300 anos. Porém, suas mulheres corromperam os homens de Israel com seus ídolos e altares, orientadas por Balaão. 

Terra de Rute, adoravam o deus Camos, cujos cultos incluíam a prostituição e o sacrifício de crianças. Um rei sacrificou seu filho nos muros da cidade quando foi derrotado por Israel. 

A deidade nacional dos moabitas era Quemos que só é mencionado algumas vezes. 

“Ai de ti, Moabe! perdido és, povo de Quemos! entregou seus filhos, que iam fugindo, e suas filhas, como cativas a Siom, rei dos amorreus.” - Números 21:29 

Vinte anos mais tarde, sem uma causa desconhecida, David trata mal os moabitas. 

“Também derrotou os moabitas, e os mediu com cordel, fazendo-os deitar por terra; e os mediu com dois cordéis para os matar, e com um cordel inteiro para os deixar com vida. Ficaram assim os moabitas por servos de Davi, pagando-lhe tributos.” - 2 Samuel 8:2 

Nos dias de Acabe, os moabitas ainda pagavam tributo a Israel. Um alto tributo. 

“Então Mesa, rei dos moabitas, era criador de gado, e pagava de tributo, ao rei de Israel, cem mil cordeiros, e cem mil carneiros com a sua lã. Sucedeu, porém, que, morrendo Acabe, o rei dos moabitas se rebelou contra o rei de Israel.” - II Reis 3:4-5 

Em Isaías 15 e 16, podemos ver a profecia da destruição de Moabe, Isaías prediz a queda de Moabe desde a sua alta propriedade e sua redução a um pequeno e débil remanescente.

 

3-amonitas

Os amonitas eram uma raça nômade que descendia de filha mais nova de Ló, assim como os moabitas descendentes da filha mais velha. Sua capital era Rabat-Amom e hoje é Amã, capital da Jordânia. Suas terras foram conquistadas por Moisés e foram dadas a Ruben e Gade. 

“E conceberam as duas filhas de Ló de seu pai. E a primogênita deu à luz um filho, e chamou-lhe Moabe; este é o pai dos moabitas até ao dia de hoje. E a menor também deu à luz um filho, e chamou-lhe Ben-Ami; este é o pai dos filhos de Amom até o dia de hoje.” - Gênesis 19:36-38 

Com a morte de Acabe, os amonitas e moabitas se revoltaram. Montaram um exército e juntamente com os moabitas atacaram Judá. 

“E sucedeu que, depois disto, os filhos de Moabe, e os filhos de Amom, e com eles outros dos amonitas, vieram à peleja contra Jeosafá.” - II Crônicas 20:1 

Por intervenção divina, discórdia irrompeu no acampamento dos invasores. Eles se abateram uns aos outros, de modo que Israel nem precisou lutar, mas apenas recolher os despojos. 

Amom foi enfraquecida por um período de tempo por causa dessa derrota. Mas, mais tarde, nos dias de Isaías, quando Acaz morreu, Amom recuperou a sua antiga prosperidade e estendeu-se para além do distrito que ocupava originalmente. 

Os israelitas foram orientados a não interagirem com os amonitas. Os amonitas habitavam a leste e norte de Moabe depouis de terem expulsado uma raça de gigantes chamada Zamzumims. 

“E chegando até defronte dos filhos de Amom, não os molestes, e com eles não contendas; porque da terra dos filhos de Amom não te darei herança, porquanto aos filhos de Ló a tenho dado por herança. (Também essa foi considerada terra de gigantes; antes nela habitavam gigantes, e os amonitas os chamavam zamzumins; Um povo grande, e numeroso, e alto, como os gigantes; e o Senhor os destruiu de diante dos amonitas, e estes os lançaram fora, e habitaram no seu lugar;” - Deuteronômio 2:19-21 

Embora os israelitas tivessem sido proibidos de interferir com os amonitas, eles muitas vezes em aliança com outras nações foram contra Israel. Eram quase sempre hostis para os israelitas. 

Os amonitas foram engolidos por Roma. No tempo de Justino Mártir (cerca de 180 AD), os amonitas foram bastante numerosos. Pelo tempo de Orígenes (cerca de 186-254 AD) se fundiram com os árabes. 

A divindade nacional dos amonitas era Moloque. Cultuavam o deus Moloque, uma estátua de bronze, oca, de braços estendidos e incandescentes, onde eram lançadas suas vítimas, principalmente crianças. 

“Então edificou Salomão um alto a Quemós, a abominação dos moabitas, sobre o monte que está diante de Jerusalém, e a Moloque, a abominação dos filhos de Amom.” - I Reis 11:7 

Ezequiel e Sofonias profetizaram sobre a desolação de Amom. 

“E farei de Rabá uma estrebaria de camelos, e dos filhos de Amom um curral de ovelhas; e sabereis que eu sou o Senhor.” - Ezequiel 25:5 

"Nada além de ruínas são encontrados aqui pelo explorador espantado. Nem um habitadas restos da aldeia, e não um amonita existe na face da terra." – Thomson (Land and Book)

 

3-periseus

Os perizeus eram uma das nações cuja terra foi dado a Israel. No tempo de Abraão eles estavam entre os cananeus na região de Betel. 

“E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló; e os cananeus e os perizeus habitavam então na terra.” Gênesis 13:7

Nos dias de Jacó havia uma colônia deste povo nas proximidades de Siquém

“Então disse Jacó a Simeão e a Levi: Tendes-me turbado, fazendo-me cheirar mal entre os moradores desta terra, entre os cananeus e perizeus; tendo eu pouco povo em número, eles ajuntar-se-ão, e serei destruído, eu e minha casa.” – Gênesis 34:30 

Os perizeus habitavam na região montanhosa perto do Monte Efraim. 

“E disse-lhes Josué: Se tão grande povo és, sobe ao bosque, e ali corta, para ti, lugar na terra dos perizeus e dos refains; pois que as montanhas de Efraim te são tão estreitas.” - Josué 17:15 

Logo após a morte de Josué, travaram batalha com as tribos de Judá e de Simeão (Juizes 1.1-5).

“E sucedeu, depois da morte de Josué, que os filhos de Israel perguntaram ao SENHOR, dizendo: Quem dentre nós primeiro subirá aos cananeus, para pelejar contra eles? E disse o Senhor: Judá subirá; eis que entreguei esta terra na sua mão. Então disse Judá a Simeão, seu irmão: Sobe comigo à minha herança. E pelejemos contra os cananeus, e também eu contigo subirei à tua herança. E Simeão partiu com ele. E subiu Judá, e o Senhor lhe entregou na sua mão os cananeus e os perizeus; e feriram deles, em Bezeque, a dez mil homens. E acharam Adoni-Bezeque em Bezeque, e pelejaram contra ele; e feriram aos cananeus e aos perizeus.” - Juízes 1:1-5

  

3-midianitas

Os midianitas são descendentes de Mídiã, filho que Abraão teve com Quetura, após a morte de Sara. Moisés casou-se com a filha de Jetro, sacerdote de Midiã. 

Os midianitas habitavam o sul e leste da Palestina. Não há registro de Midiã fora da Bíblia. 

“E Abraão tomou outra mulher; e o seu nome era Quetura; E deu-lhe à luz Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Jisbaque e Suá.” - Gênesis 25:1-2 

Bons comerciantes e profundos conhecedores do deserto. Foram eles que vendera, José aos ismaelitas. 

“Depois assentaram-se a comer pão; e levantaram os seus olhos, e olharam, e eis que uma companhia de ismaelitas vinha de Gileade; e seus camelos traziam especiarias e bálsamo e mirra, e iam levá-los ao Egito. Então Judá disse aos seus irmãos: Que proveito haverá que matemos a nosso irmão e escondamos o seu sangue? Vinde e vendamo-lo a estes ismaelitas, e não seja nossa mão sobre ele; porque ele é nosso irmão, nossa carne. E seus irmãos obedeceram. Passando, pois, os mercadores midianitas, tiraram e alçaram a José da cova, e venderam José por vinte moedas de prata, aos ismaelitas, os quais levaram José ao Egito.” - Gênesis 37:25-28 

Uniram-se aos moabitas para contratar Balaão e amaldiçoar Israel. 

Eles não eram um exército de guerreiros organizados ou uma nação poderosa o suficiente para destruir Israel. Israel pela idolatria havia perdido a proteção divina, então, os midianitas unidos com os amalequitas formando uma grande horda de nômades-camelo vieram ao ataque. 

“Porque subiam com os seus gados e tendas; vinham como gafanhotos, em grande multidão que não se podia contar, nem a eles nem aos seus camelos; e entravam na terra, para a destruir.” - Juízes 6:5 

Eles oprimiram os israelitas não por um forte militar apoiada por carros de ferro, mas por surgir quando a colheita estava madura destruindo os produtos da terra. Depois disso, Midiã nunca mais é mencionada novamente, exceto como uma reminiscência histórica pelos profetas. É provável que eles se casaram com os ismaelitas e tornou-se parte dos nômades árabes errantes. 

“Assim Israel empobreceu muito pela presença dos midianitas." - Juizes 6.3-6a

Mas Gideão com seus trezentos homens, os venceram.

 

3-amalequitas

Amaleque foi o filho de Elifaz (o primogênito de Esaú), com sua concubina Timna. 

Na verdade, Amaleque, neto de Esaú, era um dos príncipes de Edom. O nome de Amaleque também designou seus descendentes tribais. 

“E Timna era concubina de Elifaz, filho de Esaú, e teve de Elifaz a Amaleque. Estes são os filhos de Ada, mulher de Esaú. E estes foram os filhos de Reuel: Naate, Zerá, Samá e Mizá; estes foram os filhos de Basemate, mulher de Esaú. E estes foram os filhos de Aolibama, mulher de Esaú, filha de Aná, filho de Zibeão; ela teve de Esaú: Jeús, Jalão e Coré. Estes são os príncipes dos filhos de Esaú: os filhos de Elifaz, o primogênito de Esaú, o príncipe Temã, o príncipe Omar, o príncipe Zefô, o príncipe Quenaz. O príncipe Coré, o príncipe Gaetã, o príncipe Amaleque; estes são os príncipes de Elifaz na terra de Edom; estes são os filhos de Ada.” - Gênesis 36:12-16 

Os amalequitas foram “a primeira das nações” a lançar um ataque não provocado contra os israelitas após o Êxodo, em Refidim, perto do monte Sinai. Moises comissionou a Josué filho de Num para sair à peleja contra os amalequitas.

A intercessão de Moisés, Arão e Hur e a vitória sobre os amalequitas. 

“Então veio Amaleque, e pelejou contra Israel em Refidim. Por isso disse Moisés a Josué: Escolhe-nos homens, e sai, peleja contra Amaleque; amanhã eu estarei sobre o cume do outeiro, e a vara de Deus estará na minha mão. E fez Josué como Moisés lhe dissera, pelejando contra Amaleque; mas Moisés, Arão, e Hur subiram ao cume do outeiro. E acontecia que, quando Moisés levantava a sua mão, Israel prevalecia; mas quando ele abaixava a sua mão, Amaleque prevalecia. Porém as mãos de Moisés eram pesadas, por isso tomaram uma pedra, e a puseram debaixo dele, para assentar-se sobre ela; e Arão e Hur sustentaram as suas mãos, um de um lado e o outro do outro; assim ficaram as suas mãos firmes até que o sol se pôs. E assim Josué desfez a Amaleque e a seu povo, ao fio da espada.” - Êxodo 17:8-13 

Samuel deu ordem a Saul para destruí-los completamente, mas não foi obedecido. O rei Saul os abateu “desde Havilá até Sur, que está defronte do Egito”. No entanto, Saul, infringindo a ordem de Jeová, poupou Agague, rei deles. 

“E vendo os amalequitas, proferiu a sua parábola, e disse: Amaleque é a primeira das nações; porém o seu fim será a destruição.” - Números 24:20 

Sua dedicação maior era a pilhagem, o saque e o furto. Atacavam os retardatários do êxodo, os mais fracos e afastados do grupo. 

“Lembra-te do que te fez Amaleque no caminho, quando saías do Egito; como te saiu ao encontro no caminho, e feriu na tua retaguarda todos os fracos que iam atrás de ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu a Deus.” – Deuteronômio 25:17-19 

"Também deles, dos filhos de Simeão, quinhentos homens foram às montanhas de Seir. E a Pelaias, e a Nearias, e a Refaias, e a Uziel, filhos de Isi, levaram por cabeças. E FERIRAM O RESTANTE DOS QUE ESCAPARAM DOS AMALEQUITAS." (I Crônicas 4.42,43).

 

3-sidonios

Também conhecidos como Fenícios, era um povo antigo de origem desconhecida. Suas principais cidades eram Tiro e Sidom. Os fenícios localizavam-se na porção norte da Palestina, onde hoje se encontra o Líbano. 

Excelentes navegadores e comerciantes (agricultura e pesca), abriram muitas fronteiras à expansão do mundo civilizado da época. Tidos como sábios, dominavam a ciência do vidro, do perfume e da cerâmica. 

Os fenícios foram influenciados pelas culturas do Egito e da Mesopotâmia e as estenderam por todo o Mar Mediterrâneo, desde o Oriente Médio até as costas orientais da Península Ibérica, onde exploraram o chumbo e a prata. 

Ao longo da faixa litorânea por eles ocupada surgiram diversas cidades, como Arad, Biblos, Tiro, Sídon e Ugarit. Em cada uma dessas cidades um governo autônomo era responsável pelas questões políticas e administrativas. Aproveitando a oportunidade, os fenícios transformaram suas cidades em importantes pólos comerciais. Como não eram grandes produtores de mercadorias, eles atuavam como uma espécie de importadores e exportadores da Antiguidade.

O poder político exercido no interior das cidades fenícias costumava ser assumido por representantes de sua elite marítimo-comercial. Tal prática definia o regime político da fenícia como uma talassocracia, ou seja, um governo comandado por homens ligados ao mar. Faziam acordos comerciais com os povos e conquistavam pela astúcia. Israel mantinha boas relações com eles. 

Os fenícios eram muito idólatras. Baal era o deus associado ao sol e às chuvas. Aliyan, seu filho, era a divindade das fontes. Astarteia era uma deusa vinculada à riqueza e à fecundidade. Durantes seus rituais, feitos ao ar livre, os fenícios costumavam oferecer o sacrifício de animais e homens. 

O legado mais importante que deixaram foi um alfabeto, o cursivo conhecido como púnica, que deu origem aos caracteres gregos e latinos.

  

3-amorreus

Amorreu ou Amori , significa “orgulhoso” , foi um dos filhos de Canaã, filho de Cam, filho de Noé. O “amorreu” este termo no hebraico aparece sempre no singular. Amorreu é usado coletivamente para a tribo cananéia que descendeu do amorreu original. Eram, portanto, descendentes de Cão. 

“E os filhos de Cão são: Cuxe, Mizraim, Pute e Canaã... E Canaã gerou a Sidom, seu primogênito, e a Hete; E ao jebuseu, ao amorreu, ao girgaseu,” - Gênesis 10:4, 15-16

Eles constituíam uma das “sete nações mais populosas e mais fortes” do que Israel, todas devotadas à destruição, com as quais Israel não devia fazer nenhum pacto, nem formar alianças matrimoniais, nem participar na adoração falsa. 

“Quando o SENHOR teu Deus te houver introduzido na terra, à qual vais para a possuir, e tiver lançado fora muitas nações de diante de ti, os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus, sete nações mais numerosas e mais poderosas do que tu; E o Senhor teu Deus as tiver dado diante de ti, para as ferir, totalmente as destruirás; não farás com elas aliança, nem terás piedade delas; Nem te aparentarás com elas; não darás tuas filhas a seus filhos, e não tomarás suas filhas para teus filhos; Pois fariam desviar teus filhos de mim, para que servissem a outros deuses; e a ira do Senhor se acenderia contra vós, e depressa vos consumiria.” - Deuteronômio 7:1-4 

Os amorreus habitavam as montanhas e não tem nenhuma relação com os amurrus, (assírio-babilônicos). 

“Os amalequitas habitam na terra do sul; e os heteus, e os jebuseus, e os amorreus habitam na montanha; e os cananeus habitam junto do mar, e pela margem do Jordão.” – Números 13:29 

Foi o povo que ofereceu mais resistência ao avanço dos israelitas na Terra Prometida, conforme o relato sobre a batalha de Gibeom, quando Josué pediu a Deus que o Sol e a Lua se detivessem. 

“Subi a mim, e ajudai-me, e firamos a Gibeom, porquanto fez paz com Josué e com os filhos de Israel. Então se ajuntaram, e subiram cinco reis dos amorreus, o rei de Jerusalém, o rei de Hebrom, o rei de Jarmute, o rei de Laquis, o rei de Eglom, eles e todos os seus exércitos; e sitiaram a Gibeom e pelejaram contra ela.” - Josué 10:4-5

 

3-cananeus

O termo cananeu é aplicado com tribo, como descendentes de Canaã e ainda aos moradores daquela região (terras baixas) onde todas sofreram influência egípcia, eram povos belicosos e muitas de suas cidades eram muradas. Algumas das cidades antigas fundadas pelos cananeus são Gezer, Meguido, Jericó, Sodoma, Gomorra e Jerusalém. 

“E Canaã gerou a Sidom, seu primogênito, e a Hete; E ao jebuseu, ao amorreu, ao girgaseu, e ao heveu, ao arqueu, ao sineu, e ao arvadeu, ao zemareu, e ao hamateu, e depois se espalharam as famílias dos cananeus. E foi o termo dos cananeus desde Sidom, indo para Gerar, até Gaza; indo para Sodoma e Gomorra, Admá e Zeboim, até Lasa.” - Gênesis 10:15-19 

A terra dos cananeus, Canaã, era a terra prometida para Abrão e os patriarcas como herança. Os cananeus são descritos na Bíblia como grandes e poderosos, idólatras, supersticiosos, profanos e iníquos. 

De toda a história antiga, a religião dos cananeus era a mais sanguinolenta, pervertida e depravada. Baal, Astarote, Moloque e Mamom eram as divindades mais cultuadas entre os cananeus.

 

3-sirios

Os limites territoriais da Síria nunca foram muito bem definidos, ficava entre o rio Eufrates ao oriente, e o Mediterrâneo ao ocidente, com a Cilicia ao norte, e o deserto da Arábia ao sul, excluindo a Palestina. 

Damasco, Antioquia, Selêucia, Palmira e Laodicéia foram algumas cidades famosas na Síria. 

Uma história muito conhecida foi a de Naamã, capitão de todos os exércitos da Síria. Ele ficou leproso, e já tinha tentado de tudo para se curar e seu estado só piorava. 

Quando uma jovem escrava israelita, falou a ele sobre o profeta Eliseu na cidade da Samaria. Assegurou-lhe que Eliseu poderia curá-lo de sua lepra. Então, Naamã agrupou seus criados, juntou uma grande quantia de riquezas e partiu para Samaria para ver Eliseu. 

Naamã era um general orgulhoso, esperava que o profeta lhe fizesse cerimônia ao chegar em Samaria. No entanto, Eliseu apenas mandou seu criado Geazi dizer a Naamã para se banhar no Jordão, (um rio sujo) que ficaria curado. 

Naamã se enfureceu, mas induzido por seus servos obedeceu as instruções de Eliseu e foi curado. 

“Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino, e ficou purificado.” - II Reis 5:14 

Os siros faziam guerras contínuas contra Israel. 

“E o rei da Síria fazia guerra a Israel; e consultou com os seus servos, dizendo: Em tal e tal lugar estará o meu acampamento.
Mas o homem de Deus enviou ao rei de Israel, dizendo: Guarda-te de passares por tal lugar; porque os sírios desceram ali.
Por isso o rei de Israel enviou àquele lugar, de que o homem de Deus lhe dissera, e de que o tinha avisado, e se guardou ali, não uma nem duas vezes.
Então se turbou com este incidente o coração do rei da Síria, chamou os seus servos, e lhes disse: Não me fareis saber quem dos nossos é pelo rei de Israel?
E disse um dos servos: Não, ó rei meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que tu falas no teu quarto de dormir.
E ele disse: Vai, e vê onde ele está, para que envie, e mande trazê-lo. E fizeram-lhe saber, dizendo: Eis que está em Dotã.
Então enviou para lá cavalos, e carros, e um grande exército, os quais chegaram de noite, e cercaram a cidade.
E o servo do homem de Deus se levantou muito cedo e saiu, e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então o seu servo lhe disse: Ai, meu senhor! Que faremos? E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.
E orou Eliseu, e disse: Senhor, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o Senhor abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.
E, como desceram a ele, Eliseu orou ao Senhor e disse: Fere, peço-te, esta gente de cegueira. E feriu-a de cegueira, conforme a palavra de Eliseu.
Então Eliseu lhes disse: Não é este o caminho, nem é esta a cidade; segui-me, e guiar-vos-ei ao homem que buscais. E os guiou a Samaria.
E sucedeu que, chegando eles a Samaria, disse Eliseu: Ó Senhor, abre a estes os olhos para que vejam. O Senhor lhes abriu os olhos, para que vissem, e eis que estavam no meio de Samaria.
E, quando o rei de Israel os viu, disse a Eliseu: Feri-los-ei, feri-los-ei, meu pai? Mas ele disse: Não os ferirás; feririas tu os que tomasses prisioneiros com a tua espada e com o teu arco? Põe-lhes diante pão e água, para que comam e bebam, e se vão para seu senhor.
E apresentou-lhes um grande banquete, e comeram e beberam; e os despediu e foram para seu senhor; e não entraram mais tropas de sírios na terra de Israel.” - II Reis 6:8-23

  

3-gibeonitas

Deus exorta o povo de Israel a não fazer qualquer aliança com os povos que habitavam na terra que eles haveriam de ocupar. A influência desses povos viesse corromper a Israel, envolve-los em idolatria e outras abominações. 

“Quando o SENHOR teu Deus te houver introduzido na terra, à qual vais para a possuir, e tiver lançado fora muitas nações de diante de ti, os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus, sete nações mais numerosas e mais poderosas do que tu; E o Senhor teu Deus as tiver dado diante de ti, para as ferir, totalmente as destruirás; não farás com elas aliança, nem terás piedade delas; Nem te aparentarás com elas; não darás tuas filhas a seus filhos, e não tomarás suas filhas para teus filhos; Pois fariam desviar teus filhos de mim, para que servissem a outros deuses; e a ira do Senhor se acenderia contra vós, e depressa vos consumiria.” - Deuteronômio 7:1-4 

Depois que Josué cruzou o Jordão a pés enxutos, destruiu Jericó e a cidade de Ai, chegou com o povo ao monte Ebal onde edificou um altar ao Senhor. 

Quando estava acampado em Gilgal, os gibeonitas, fingindo ser de uma terra distante e propuseram uma aliança com Josué e todo o povo de Israel. 

“Usaram de astúcia, e foram e se fingiram embaixadores, e levando sacos velhos sobre os seus jumentos, e odres de vinho, velhos, e rotos, e remendados; E nos seus pés sapatos velhos e remendados, e roupas velhas sobre si; e todo o pão que traziam para o caminho era seco e bolorento. E vieram a Josué, ao arraial, a Gilgal, e disseram a ele e aos homens de Israel: Viemos de uma terra distante; fazei, pois, agora, acordo conosco.” - Josué 9:4-6 

Josué e os príncipes de Israel não discerniram a armadilha dos gibeonitas e fizeram aliança com eles sem consultar ao Senhor. 

“Então os homens de Israel tomaram da provisão deles e não pediram conselho ao Senhor.” - Josué 9:14

Somente três dias após a aliança feita, foi que descobriram que aqueles homens faziam parte de um povo que habitava ali perto deles, dos quis o Senhor tinha dito que não fizessem aliança. 

“E sucedeu que, ao fim de três dias, depois de fazerem acordo com eles, ouviram que eram seus vizinhos, e que moravam no meio deles.” - Josué 9:16 

Adonizeque rei de Jerusalém, organizou uma confederação para lutar contra Gibeão porque eles tinham feito a paz com Israel. 

“E sucedeu que, ouvindo Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém, que Josué tomara a Ai, e a tinha destruído totalmente, e fizera a Ai, e ao seu rei, como tinha feito a Jericó e ao seu rei, e que os moradores de Gibeom fizeram paz com os israelitas, e estavam no meio deles, temeram muito, porque Gibeom era uma cidade grande, como uma das cidades reais, e ainda maior do que Ai, e todos os seus homens valentes. Pelo que Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém, enviou a Hoão, rei de Hebrom, e a Pirão, rei de Jarmute, e a Jafia, rei de Laquis e a Debir, rei de Eglom, dizendo: Subi a mim, e ajudai-me, e firamos a Gibeom, porquanto fez paz com Josué e com os filhos de Israel.” - Josué 10:1-4 

Josué honrou a aliança com os gibeonitas, foi à batalha e a venceu. 

“E Josué os feriu desde Cades-Barnéia, até Gaza, como também toda a terra de Gósen, e até Gibeom. 42 E de uma vez tomou Josué todos estes reis, e as suas terras; porquanto o Senhor Deus de Israel pelejava por Israel.” – Josué 10:41-42 

As referências bíblicas à terra de Gibeão encontram-se repetidas vezes. Aparentemente, este foi um marco histórico importante na cidade.

  

3-girgazeus

Os girgaseus eram camitas (descendentes de Canaã), habitavam ao ocidente do rio Jordão. O termo Girgazeu significa “terreno argiloso, lamacento” 

“E ao jebuseu, ao amorreu, ao girgaseu,” - Gênesis 10:16 

“Disse mais Josué: Nisto conhecereis que o Deus vivo está no meio de vós; e que certamente lançará de diante de vós aos cananeus, e aos heteus, e aos heveus, e aos perizeus, e aos girgaseus, e aos amorreus, e aos jebuseus.” - Josué 3:10

 

 

Em Cristo,

marcos-teixeira

Fundamentos da Fé

fundamentos
Nada Além de Cristo Jesus
 

Prateleira

Este é o homem a quem olharei...

0-este-e-o-homem-a-quem-olharei

"Treme da minha palavra...", Isaías 66:1-2

Como isto te parece? O Altíssimo, busca atentamente algo nos homens, algo cujo valor transcende as iguarias dos príncipes desta terra.