Qua05082020

Thomas de Kempis

thomas-de-kempisThomas de Kempis, nasceu na região do Baixo Reno em Kempen, Alemanha, Condado de Cleves ca.1380 [1]. Seu nome paterno era Hemerken. Seu pai John era um ferreiro e sua mãe, Gertrude era uma professora.

Em 1392 ele seguiu seu irmão, Jan, para Deventer, Países Baixos, a fim de frequentar a escola da cidade. Enquanto freqüentava a escola em Deventer, Thomas encontrou os Irmãos da Vida Comum, os seguidores da Devoção Moderna de Gerard Groote. Freqüentou a escola em Deventer 1392-1399.

Após deixar a escola, Thomas viajou para Zwolle, Holanda para visitar seu irmão novamente, depois de Janeiro tornou-se o coordenador do mosteiro Mount St. Agnes. Daí em diante, Thomas foi investido no mosteiro Monte St. Agnes em 1406. Ele se tornou um prolífico escritor e copista. Thomas recebeu ordens de presbítero em 1413 e foi feito sub-prior do mosteiro em 1429.

O mosteiro foi perturbado por um tempo por causa da rejeição do papa do bispo eleito de Utrecht, Rudolf van Diepholt, caso contrário, a vida de Thomas teria sido mais tranquila, o seu tempo seria gasto entre os exercícios devocionais, composição, e cópia. Ele copiou a Bíblia nada menos que quatro vezes, uma das cópias sendo preservado em Darmstadt, Alemanha, em cinco volumes. Em seus ensinamentos ele foi amplamente lido e suas obras abundam em citações bíblicas, especialmente do Novo Testamento.

Kempis morreu em 1471 perto de Zwolle na Prince-bispado de Utrecht, 75 milhas ao norte de sua terra natal.

foi um monge e escritor místico alemão. São-lhe atribuídas cerca de 40 obras, o que o torna o maior representante da literatura devocional moderna. Um dos textos que lhe são atribuídos é a Imitação de Cristo, obra de inegável influência no cristianismo, um clássico da vida devocional, o qual, como escre­veu o Dr. Charles Hodge, "espalhou-se como incenso pelos corredo­res e nichos da Igreja Universal".

Seu sermão "Tomando a Cruz" é um belo e eloqüente tributo a Cristo e a cruz.

 

Acesse o sermão: Tomando a Cruz

Fundamentos da Fé

fundamentos
Nada Além de Cristo Jesus
 

Prateleira

Este é o homem a quem olharei...

0-este-e-o-homem-a-quem-olharei

"Treme da minha palavra...", Isaías 66:1-2

Como isto te parece? O Altíssimo, busca atentamente algo nos homens, algo cujo valor transcende as iguarias dos príncipes desta terra.