Dom22072018

Back Início Defesa da Fé Apologética A Criação O Mundo Animal O Besouro Bombardeiro

O Besouro Bombardeiro

besouro-bombardeiroEsta modesta criatura se defende de uma maneira bastante peculiar; seu corpo possui duas bolsas com substâncias químicas que explodem quando misturadas, mas são benignas quando mantidas separadas. Assim, a primeira capacidade é que esse besouro possui duas bolsas distintas que mantêm as substâncias químicas separadas até que ele precise da reação química para protegê-lo.

A segunda capacidade é que esse besouro possui um revestimento de amianto em seu "caldeirão" onde os produtos químicos são misturados. Esse revestimento impede que a explosão química destrua o corpo do besouro ao ser projetada para fora.

Entretanto, uma terceira capacidade se faz necessária para impedir que a explosão que ocorre fora do corpo do besouro atinja-o quando a corrente da química explosiva irrompe para fora do corpo. Se essa corrente fosse contínua, o besouro seria explodido pela reação química que sai do corpo; no entanto, o besouro expele sua corrente em pulsações gotejantes pequenas e contínuas. Assim, a corrente de material explosivo não é continua, de forma que o besouro não é morto pelo seu próprio mecanismo de proteção!

Três capacidades muito complexas, mas cooperantes, ocorrem simultaneamente nesse besouro.

Portanto, o besouro bombardeiro, sozinho, refuta completamente a Teoria da Evolução.

 

 

jobe-martin

Dr. Martin formou-se em 1986 no Seminário Teológico de Dallas, ele passou os últimos 20 anos estudando o tema da criação bíblica contra a evolução, e frequentemente dá palestras sobre o assunto. Escreveu: "A Evolução de um criacionista" (1990). Em colaboração com Reel Productions, produziu uma série em vídeo chamada: "Criaturas incríveis que desafiam a Evolução".

O Corpo Humano

corpohumano
Uma Assombrosa Maravilha
 

Prateleira

Este é o homem a quem olharei...

0-este-e-o-homem-a-quem-olharei

"Treme da minha palavra...", Isaías 66:1-2

Como isto te parece? O Altíssimo, busca atentamente algo nos homens, algo cujo valor transcende as iguarias dos príncipes desta terra.