Seg16092019

Back Início Atualidades Mundo Cotidiano Pensamentos & Curiosidades Ser feliz ou ter razão

Ser feliz ou ter razão

ser-feliz-ou-ter-razaoQuando eu era menino, às vezes minha mãe preparava um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desse tipo depois de um dia de trabalho muito “puxado”.

A mesa estava quase pronta, só faltavam as torradas, que minha mãe finalmente trouxe e as colocou, completamente queimadas, bem na frente do meu pai. Naquele momento eu fiquei esperando para ver qual seria a reação dele, e tudo o que ele fez, foi pegar uma torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia na escola.

Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de tê-lo visto lambuzando a torrada com geléia e engolindo cada pedaço.

Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada, e nunca esquecerei o que ele respondeu:

- Amor, eu adoro uma torradinha queimada…

Mais tarde, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada. Ele me envolveu em seus braços e me disse:

- Meu filho, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada. Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas tampouco são perfeitas. Eu também não sou o melhor marido, empregado, ou cozinheiro!

O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros.

 - - - - - -

 Oito da noite numa avenida movimentada. O casal já esta atrasado para jantar na casa de alguns amigos. O endereço é novo, assim como o caminho, que ela conferiu no mapa antes de sair.

Ele dirige o carro. Ela o orienta e pede para que vire na próxima rua à esquerda. Ele tem certeza de que é à direita. Discutem. Percebendo que além de atrasados, poderão ficar mal humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira a direita e percebe que estava errado. Ainda com dificuldade, ele admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno.

Ela sorri e diz que não há problema algum em chegar alguns minutos mais tarde. Mas ele ainda quer saber: “Se você tinha tanta certeza de que eu estava tomando o caminho errado, deveria insistir um pouco mais”.

E ela diz: “Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz. Estávamos à beira de uma briga, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite”.

 

Autor desconhecido 

 

Saúde & Família

saudeefamilia
Informar, Educar e Divulgar

Ciência & Tecnologia

cienciaetecnologia
O Conhecimento Científico
 

Prateleira

Este é o homem a quem olharei...

0-este-e-o-homem-a-quem-olharei

"Treme da minha palavra...", Isaías 66:1-2

Como isto te parece? O Altíssimo, busca atentamente algo nos homens, algo cujo valor transcende as iguarias dos príncipes desta terra.